Frases - V for Vendetta

17:57 Pinho - TJ 11 Comments

frases v de vingança frases e dialogos V for Vendetta

Quem viu minha lista de filmes pós-apocalípticos percebeu que sou um Fã do filme "V for Vendetta"

E resolvi criar uma lista, com as melhores frases do filme V for Vendetta, que é um prato cheio para pensadores e pessoas inteligentes.

Apreciem a lista.





Frases...

Lembrai, lembrai do cinco de Novembro
A pólvora, a traição, o ardil
Por isso não vejo porquê esquecer
Uma traição de pólvora tão vil

Um homem pode falhar, ele pode ser apanhado, pode ser morto e esquecido, mas 400 anos depois, uma ideia pode mudar o mundo.

Não se pode beijar uma ideia, não se pode toca-la ou abraça-la, ideias não sangram elas não sentem dor, elas não amam.

Desdenhando a fortuna e abrandir sua espada fumegante em sua sanha sangrenta

É muito censurado mas acontece frequentemente que com aspecto de devoção e piedade adoçamos o próprio demônio

É a madame Justiça que dedico este concerto, em honra as férias que ela parece ter tirado deste local, e em reconhecimento ao impostor que ficou no lugar dela.

Eu ouso fazer tudo que convém a um homem, quem ousa fazer mais, não é um de fato

Nosso dever é dar as notícias. Fabricá-las é trabalho do governo

Artistas usam mentiras para falar a verdade, e políticos mentiras para encobrir a verdade

Toda vez que o mundo mudou foi para a pior

Eis que me fiz de santo quando na verdade era o demônio

Você usa a mascara tanto tempo que se esquece de quem é por baixo

Não existe coincidência, apenas a ilusão de uma coincidência

Nossa integridade é vendida por tão pouco, porem ela é tudo que temos

O medo se tornou a ferramenta suprema desse governo

Esconda-me e seja meu ajudante pois tal disfarce por acaso vai tomar a forma do meu propósito

O ódio me ensinou a comer, a dormir, a respirar. Construiu meu mundo! E era tudo o que eu tinha correndo pelas veias

Existe um rosto por trás dessa máscara, mas não sou eu. Eu sou aquele rosto tanto quanto os músculos e ossos por baixo dele

Enquanto atos forem usados no lugar do dialogo palavras sempre terão seu poder

Uma revolução não vale a pena sem uma dança

Pelo poder da verdade, eu, ainda vivo, conquistei o universo

Igualdade, justiça e liberdade são mais que palavras; são perspectivas!

O País não precisa de um prédio e sim de esperança

Diálogos...

Evey: Quem é você?
V: Quem? Quem é só a forma que deve ter um porquê, e o quê eu sou é um homem de máscara.
Evey: Isso eu já notei!
V: É claro que já. Não questionei seus poderes de observação, apenas enfatizei o paradoxo de perguntar ao mascarado quem ele é.

V - A sua vista um humilde veterano do vaudeville, trajado com vestes de vítima e vilão pelas vicissitudes do destino. Esse semblante não mervermis de vaidade, é um vestígio de Vox populi agora vazia e esvaecida. Porém essa valorosa visitação de uma vexação passada se encontra vivificada e fez um voto de vencer os vermes vorazes e virulentos que se valem do vicio e valorizam a violação violenta depravada e voraz da vontade.
O único veredicto é a vingança, a vendetta tida como votiva não por vaidade, pois o valor e a veracidade de tal devem um dia vindicar o vigilante e o virtuoso. Verdade como essa vivida verborragia se torna assaz verboso, permita que eu acrescente que é uma grande honra pra mim, conhecê-los. Podem me chamar de V.


Evey: Onde conseguiu tantas coisas?
V: Aqui e ali, a maioria dos cofres do Ministério de Objetos Sensuraveis
Evey: Você roubou?
V: Longe de mim. Não, Roubo implica propriedade, e não se pode roubar de um sensor, eu só os recuperei.

Evey: Acha mesmo que explodir o Parlamento tornará esse país melhor?
V: Não á certezas, só oportunidades.
Evey: Pode estar certo que se alguém aparecer, Creedy vai por no saco.
V: O povo não deve temer o governo, o governo é que deve temer o povo.
Evey: E você vai tornar isso possível explodindo um prédio.
V: O prédio é um símbolo, assim como o ato de destruí-lo.
As pessoas dão poder aos símbolos.
Sozinho um símbolo não tem sentido.
Mas com gente suficiente, explodir um prédio pode mudar o mundo.

V: violęncia pode ser usada para o bem.
Evey: De que está falando?
V: Justiça.
Evey: Entendo.
V: Năo há tribunais neste país para homens como Prothero.

Inspetor Finch: de repente eu tive a sensação de que tudo estava relacionado, foi como se eu pudesse ver tudo, uma longa cadeia de eventos que se estendia até muito antes sentia como se eu pudesse ver tudo aquilo que aconteceu, e tudo que vai acontecer. era como um padrão perfeito estendido na minha frente, e eu percebi que somos todos parte dele, e estamos presos a ele.

Creedy: Você não chora como ele. Você é como eu, não tem medo de morrer.
V: A única coisa que temos em comum, Sr. Creedy, é que ambos estamos prestes à morrer.
Creedy: E como isso vai ser?
V: Com as minhas mãos no seu pescoço.
Creedy: Ora seu idiota... Nós vasculhamos o local, você não tem nada além de suas facas e seus malditos golpes de karatê... Nós temos armas.
V: Não... O que vocês têm são balas e a esperança de que quando elas acabarem eu não esteja mais de pé, porque se eu estiver... vão estar mortos antes de recarregar.
Creedy: Matem-no!
~Geral atira inutilmente no V~
V: Minha vez.
~V começa a matar a galera toda, só deixa Creedy recarregar, e este gasta toda a munição no V de volta~
Creedy: Por que você não morre? Por que você não morre?
V: Porque por detrás desta máscara não existe apenas carne. Existe uma idéia, e idéias, Sr. Creedy, são a prova de balas.
V mata o Creedy.

Inspetor Finch: Quem era ele?
Evey: Ele era Edmont Dantes, era meu pai, minha mãe, meu irmão, meu amigo. Ele era você, e eu, era todos nós.


Discurso do V para Londres.

Boa Noite, Londres.
Permitam que eu peça desculpas pela interrupção.
Eu, como muitos de vocês, aprecio o conforto da rotina diária, a segurança familiar, a tranquilidade da repetição.
Eu gosto delas como qualquer outro. Mas no espírito da comemoração, onde importantes eventos do passado geralmente associados à morte de alguém ou ao final de uma guerra sangrenta são comemorados com um belo feriado, eu pensei em marcar este 5 de Novembro, um dia que infelizmente não é mais lembrado, tomando um pouco do tempo de suas vidas diárias para sentar e conversar.
Existem, é claro, aqueles que não querem que falemos. Desconfio que ordens estejam sendo dadas e homens com armas já se ponham a caminho. Por que?
Porque enquanto a violência for usada no lugar do diálogo, palavras sempre terão seu poder.
Palavras oferecem um meio pro significado e para aqueles que escutam a enunciação da verdade.
E a verdade é que existe uma situação totalmente errada neste país. Não existe? Crueldade e injustiça. Intolerância e opressão. Onde um dia houve o direito de discordar, de pensar e falar como se desejasse, agora temos sensores e sistemas de vigilância forçando-nos a nos conformar solicitando nossa submissão.
De quem é a culpa? Com certeza existem aqueles que são mais responsáveis do que os outros e eles vão ter que prestar contas.
Mas verdade seja dita, se procuram por culpados só precisam se olhar no espelho.
Eu sei por que fizeram isso, eu sei que têm medo, quem não teria? Guerra, terror, doenças, havia uma miríade de problemas que conspiraram para corromper a razão de vocês e tirar de vocês o bom senso. O medo guiou suas ações e em seu pânico vocês confiaram no Alto Chanceler Adam Sutler.
Ele lhes prometeu ordem; ele lhes prometeu paz; e tudo o que ele exigiu em troca foi consentimento silencioso e obediente.
Ontem a noite eu tentei romper este silêncio. Ontem a noite eu destruí o Old Bailey para fazer este país lembrar de tudo o que ele se esqueceu.
Há mais de 400 anos um grande cidadão desejou marcar o 5 de Novembro, em nossas memórias, ele quis lembrar ao mundo que igualdade, justiça e liberdade são mais do que palavras, são perspectivas.
Se vocês não vêem nada; se os crimes deste governo ainda lhe são desconhecidos; eu sugiro que deixe o 5 de Novembro passar em branco.
Mas se vocês vêem o que eu vejo; se sentem o que eu sinto e se buscam o que eu busco, então peço que fiquem junto a mim, daqui a um ano, no lado de fora do parlamento e juntos daremos a eles um 5 de Novembro que nunca se esquecerão!


Carta de Valerie para V

Sei que não há como convencê-la de que isto não é um truque mas não faz mal.
Sou eu. Meu nome é Valerie.
Não creio que viverei muito tempo e quero falar sobre a minha vida. Esta é a única biografia que eu vou escrever e faço isso em papel higiênico.
Nasci em Nottingham, em 1985. Não me lembro muito da infância, mas eu me lembro da chuva. Minha avó tinha uma fazenda e ela dizia que Deus estava na chuva.

Fui aprovada no exame para o curso secundário. Na escola, conheci minha primeira namorada.
Seu nome era Sarah. Foram suas mãos. Elas eram lindos e macias. Achei que nos amaríamos para sempre. O professor dizia que era uma fase da adolescência que superaríamos. A Sarah superou. Eu não superei.

Em 2002, eu me apaixonei por uma garota chamada Christina.
Naquele ano, contei aos meu pais. Não poderia ter feito isso sem a Chris segurando minha mão.
Meu pai não olhou para mim. Disse-me para ir embora e nunca mais voltar. Minha mãe não falou nada.
Mas eu só contei a verdade a eles. Isso foi egoísmo demais? Nossa integridade vale tão pouco, mas é tudo o que temos. É o mais importante em nós. Mantendo nossa integridade, somos livres. Sempre soube o que queria da vida.

Em 2015, eu estrelei meu primeiro filme, As Dunas de Sal. Foi o papel mais importante da minha vida, não pela carreira, mas porque assim conheci a Ruth.
Na primeira vez em que nos beijamos, eu soube que nunca mais iria querer beijar outros lábios.
Nós nos mudamos para um apartamento em Londres.
Ela plantou Scarlet Carsons para mim na janela e nosso apartamento sempre cheirava a rosas.
Foram os melhores anos da minha vida.

Mas a guerra dos EUA foi piorando e, no fim, chegou a Londres.
Depois disso, não havia mais rosas...
Não para todos.
O significado das palavras começou a mudar.
Palavras como "colateral" e "rendição" inspiravam medo...
Enquanto outras como "Cham Nórdica" e "Artigos de Submissão" ganhavam força.
Lembro-me de como "diferente" virou "perigoso".
Ainda não entendo por que nos odeiam tanto.

Eles levaram a Ruth enquanto ela comprava comida.
Nunca chorei tanto na minha vida.
Não demorou para virem me buscar.
Parece estranho terminar a vida em um lugar tão horrível...
Mas durante três anos eu tive rosas e não pedi desculpas a ninguém.
Eu morrerei aqui. Cada pedacinho do meu ser perecerá. Cada pedacinho...
Menos um. O da integridade. É pequeno e frágil...
E é a única coisa que vale a pena ter.
Nós jamais devemos perdê-lo. Nem deixar que o tomem de nós.

Espero que, quem quer que você seja, escape daqui.
Espero que o mundo mude e a vida fique melhor. Mas o que mais quero é que entenda a minha mensagem...Quando falo que mesmo sem conhecer você... E mesmo que talvez jamais conheça você... Ria com você, chore com você... Ou beije você... Eu amo você.
De todo o coração... Eu amo você.
- Valerie


Tem alguma outra frase, diálogo ou pensamento do filme que acha que deveria estar aqui ?
Comente...


Alguns diálogos foram tirados daqui

Se for copiar, cite a fonte, ajude a fazer da internet um lugar melhor.


Gostou? Então ajuda a divulgar no facebook é rapidinho.









11 comentários :

  1. Adoro V de vingança ! sempre revejo o filme, é uma lição pra população brasileira que vê os erros do sistema e nada faz !
    www.expressoopiniao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. eu adoro esse filme, e cada diálogo dele é magnífico
    muito bom esse post
    parabéns blogueiro

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse filme ele me faz senti com o poder pra mudar o mundo..

    ResponderExcluir
  4. O dialogo dele com o Creedy é cabuloso.

    ResponderExcluir
  5. ta faltando um V Brasileiro para acabar com esse governo. As vezes ate sinto vontade de entra naquela m3rd4,aquela sala que ficam os governadores(ladroes) e mata todos,mas sozinho sao poucas as chances,otra coisa q me inspira e o Assassins creed, que fazem justica com as proprias maos,as pessoas nao sabem que os assassinos existiram de verdade, parece ficçao mais uma parte e verdadeira,obvio que eles inventaram uma parte do jogo mais a outra vale a pena.podem se informar por ae (A ordem dos Assassinos) ele existiram,como eu queria comecar uma nova ordem.#Assassin's_creedBr

    ResponderExcluir
  6. Tem uma frase que gosto muito neste filme, é mais ou menos assim:
    "Agora vc não tem mais medo, agora vc está livre."

    ResponderExcluir
  7. Anônimo disse...
    Tem uma frase que gosto muito neste filme, é mais ou menos assim:
    "Agora vc não tem mais medo, agora vc está livre."

    ResponderExcluir
  8. "No começo eu pensei que fosse ódio também. Ódio era tudo o que eu conhecia. O ódio construiu o meu mundo, me aprisionou, ensinou a comer, a beber, a respirar. Eu pensei que morreria com todo esse ódia nas minhas veias, mas então algo aconteceu, aconteceu a mim tanto quanto aconteceu a você."
    V fala para Evy ao tempo de 1:22:54

    ResponderExcluir
  9. ESTAS PALAVRAS TAIS DITAS NESSE CONTO ,HISTORIA, SÃO REALISTAS REFLETIS UM GRANDE MUNDO GOVERNADO POR NÃO MERECEDORES DOS TAIS PODERES POIS NADA ES FEITO PARA UM MUNDO MAIS JUSTO.TAIS PALAVRAS SABIAS NÃO SEI DIZER MAS EXPRESSAR COM CLAREZA O QUE SINTO SIM,BOM SEI QUE O QUE SINTO E O QUE QUERO E UM DIA PODER MOSTRAR PARA TODOS MEUS TALENTOS E MOSTRAR QUE LUTAR E MUITO IMPORTANTE PARA SE CONQUISTAR O QUE SE DESEJA.""BOM MESMO É IR A LUTA COM DETERMINAÇÃO .ABRAÇAR A VIDA E VIVER COM PAIXÃO .PERDER COM CLASSE E VENCER COM OUSADIA.POR QUE O MUNDO PERTENCE A QUEM SE ATREVE .A VIDA E TÃO CURTA PARA SER TÃO INSIGNIFICANTE.""BOM QUEM SOU EU E VC E QUEM SERÁ QUE SOMOS QUEM PENSAMOS OU DIZEMOS QUE SOMOS ESTE MUNDO TEM TANTAS PERGUNTAS MAS POUCAS RESPOSTAS ,QUEM SOU UMA POETA TALVEZ UMA ARTISTA OU QUEM SABE SOU UM PÁSSARO E POSSA VOOAR BEM ALTO LONGE DESTE MUNDO DE ARROGANCIA ,IPROCRESIA,SOU EU SOU TUDO O QUE EU QUERO SER SEJA NA REALIDADE NOS SONHOS OU NA HISTORIAS QUE CRIO SOU TUDO O QUE EXISTE SOU A MATERIA O LIQUIDO ,A AGUA O FOGO ,SOU QUEM QUERO SER BASTO APENAS SEGUIR EM FRENTE E JAMAIS DESISTIR JAMAIS OLHAI PARA A MINHA PROPIA SOMBRA SOU QUEM SOU E VC E O QUE É :SERÁ?
    BJS MEU NOME E ANA WYLA ADORO ESCREVER POEMAS E HISTORIAS ESPERO UM DIA PUBLICAR UM LIVRO OU QUEM SABE VARIOS .BOM TENHO 15 ANOS MAS JAMAIS DEIXAREI DE LUTAR PELO O QUE QUERO NEM QUE LEVE 10,30 OU QUEM SABE 60 ANOS SEI QUE NAO VOU DESISTIR DO QUE QUERO.SOU QUEM SOU....= )

    ResponderExcluir
  10. Alguem poderia postar o livro da legista onde ela fala sobre o homem do quarto 5. Obrigado

    ResponderExcluir

Gostou da postagem ?

Compartilhe sua opinião ai em baixo.